sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Antes e Depois e Diário Alimentar

Gosto de fazer esses antes e depois, para acompanhar minha evolução e para relembrar tudo que passei, que essa transformação não foi da noite para o dia, ainda está acontecendo, cada dia é um dia diferente, momento de aprendizado constante.
Acredito que sempre será um "Antes e durante", porque aprendemos diariamente. Ninguém acorda "magra", assim como não engordamos 10kg, 20kg em uma semana.
Geralmente me perguntam: "Rô você ainda faz dieta?". Não gosto muito da palavra "dieta" e nem "regime", parecem coisas proibidas e difíceis de cumprir. Na verdade faço e sigo uma reeducação alimentar, tento sempre equilibrar, lembrando que sou humana e não perfeita, tenho altos e baixos sim, mas por isso que continuo fazendo acompanhamento com a nutricionista Adriane, nada melhor do que ter um profissional para te acompanhar e não deixar você sair do caminho ou abrir teus olhos quando está errando.
Engordo facilmente, fato! Mas...por outro lado, tenho que ter consciência do que quero pra minha vida, ser realista é fundamental, aprendi a me cuidar, fazer exercícios diariamente e não posso fugir do meu plano alimentar. Como disse, sou humana, vou em festas, me divirto com amigos e familiares, mas sempre tento manter o equilíbrio sem radicalizar.
Uma das coisas que me ajudou muito, foi fazer um diário alimentar, saber realmente o que está acontecendo, anotando tudo para ter a visão de onde estou acertando ou errando. Nada de boicotes, comeu um docinho, pãozinho? Anota tudooo!!
Olhem que dicas legais:
Crie disciplina diária
-A ideia é montar um verdadeiro diário do que se come, anotando quantidades e horários de tudo o que é ingerido ao longo de cada dia.
- Mas a nutricionista Camila Cavichioli ressalta dicas importantes: “Seja fiel consigo mesma e nunca esconda qualquer informação. Até mesmo os excessos devem ser anotados. E não anote tudo no final do dia, mas sim logo depois de cada ingestão de alimentos.”
- Dessa maneira, ao fim de cada dia, a pessoa consegue analisar sozinha, relendo seu diário, se exagerou na quantidade de comida e se priorizou ou n‹o uma alimentação saudável.
- Para completar, só de saber que terá que anotar o que vai ingerir, fica mais fácil controlar a ansiedade e desenvolver uma responsabilidade maior consigo mesma.
- Mas é claro que as anotações também devem ser acompanhadas por um profissional da nutrição que possa orientar qual a maneira certa de se alimentar para atingir os objetivos de emagrecimento de cada pessoa.
 

0 comentários:

Postar um comentário