quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Homenagem ao meu amigo Luiz C. Félix

Dezembro 2012 - Eu, Félix e Ana

Bom...dia 18/08 participei da Meia Maratona no Rio como havia citado em alguns posts de agosto, mas não fiz o post sobre a Meia maratona depois que voltei do RJ e fiquei sem blogar por alguns dias.
Na véspera da Meia do Rio, recebi a triste notícia do falecimento do meu grande amigo carioca e corredor Luiz Cláudio Félix, fiquei arrasada e muito triste com a notícia. Essa meia maratona não teve aquele gostinho de vitória pessoal.
Conheci o Félix atravéz da corrida, trocamos mensagens em um grupo de corredores ainda nos tempos de orkut, ele e sua esposa Ana adoravam correr em Porto Alegre. Ele sempre animado, de uma alegria contagiante, um grande amigo e incentivador, sempre motivou a Ana para entrar no mundo das corridas. 
Foi um grande pai, bom marido, super profissional e um grande amigo.


Félix, sempre vou lembrar de você assim, com um sorrisão no rosto, você tinha uma alegria de viver marcante e contagiante, super corredor, grande amigo e incentivador. Nos deixou tão cedo, fica esta saudade enorme e a lembrança da pessoa fantástica que você era. Um dia vamos nos encontrar.
Muita força, luz e paz para minha amiga Ana e sua filhas para seguirem em frente.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

E a barriguinha???


Sempre me perguntam sobre a barriguinha depois do emagrecimento.
Sentaaaaa que lá vem a história!!

Depois que emagreci mais de 30kg, ainda fiquei com uma certa barriga que me incomodava MUITO, eu sempre dizia que era "barriga de mãe", meu marido me dizia "Você tem que treinar mais, está treinando pouco para queimar as gordurinhas do abdômen". Genteeeeee imagina ouvir isso depois de emagrecer mais de 30kg, mas ele estava com toda razão.
Há 4 anos e meio comecei a correr e ficar muito mais disciplinada, a corrida ajuda e muita a queimar as gordurinhas, mas não é só a corrida, a alimentação faz parte do processo. Neste anos de treino, musculação + corrida foram muitas renúncias, muito mais cuidado na alimentação, nada de matar treino e muita dedicação.
Minha nutri Adriane também me apresentou alimentos sem glúten que fui incluindo no meu cardápio. Hoje opto por pão sem glúten, me sinto menos inchada e o "pânceps" mais sequinho.
Tomar refrigerante é uma raridade, opto por macarrão e arroz integral, também incluí a batata doce como opção de carboidrato no almoço.
Sou totalmente viciada em chás, amo de paixão, isso foi uma hábito que adquiri ao longo dos anos. Chá de cavalinha para celulite e flacidez - ajuda a desinchar, chá verde ou branco para acelerar o metabolismo fazem parte do meu dia.
Musculação eu faço desde o início do processo de emagrecimento, não gostava, agora sou apaixonada pelos resultados.
A corrida ajuda a queimar as gordurinhas, meu vícioooo, amo demais, no início parece que vamos morrer, mas depois simplesmente renascemos, vale a pena insistir até ganhar resistência.

Gente quero agradecer de coração todos os comentários carinhosos no post anterior, vocês são demais, um mega incentivo pra mim, obrigada por tanto carinho nas palavras, ameiii!!!!


quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Minha Rotina Atual, Mudanças e Cardápio


Algumas pessoas pediram para eu comentar sobre minha rotina, cardápio e relatar algumas situações no processo de emagrecimento. Aproveitei a entrevista que dei para o site Saúde Já e trouxe várias explicações para cá, espero que gostem:

Qual o segredo para emagrecer? Não tem  algum truque que você usou para emagrecer?
Não tenho truques. Mudar é possível, mas não é da noite para o dia. É preciso deixar velhos hábitos para trás, paciência para esperar os resultados e persistir para comemorar as conquistas! 
Iniciei todo o processo de emagrecimento há quase 11 anos. Em 1 ano emagreci 30kg e estou há 10 anos modelando o corpo e mudando aquilo que me incomoda. Mas o foco principal é o estilo de vida saudável, o resultado estético é uma consequência das minhas escolhas, de todas as vezes que disse “não” as guloseimas e da dedicação ao meu treino.Chorar e reclamar não muda nossa vida, atitude sim!
 
Então o segredo é ter consciência de que o esforço é necessário? 
A única coisa que ganhei sem fazer esforço foi peso! Quando comecei a suar o top e a fazer reeducação alimentar, levar a sério que isso é para vida toda, mandei 35 kg para o espaço. Tenha comprometimento e disciplina!  Quer emagrecer? Sem esforço, não tem resultado, ninguém poderá fazer isso por você.

Você ainda pretende emagrecer mais?
 Não. O que quero é ganhar mais massa magra e definição, baixar o percentual de gordura para ficar mais “leve” para corrida, quem sabe até para uma maratona 42km.

Aquela Rosângela que se incomodava com tudo e não gostava de se olhar no espelho não existe mais?
Hoje eu gosto do que vejo refletido no espelho. Tudo vale a pena, todo o esforço e mudança.  Agora tenho vontade de me arrumar, comprar roupas e me sinto bem com a autoestima em dia. Fico mais feliz ainda em ser exemplo para minha filha,

E a Nova Rosângela, é mais disposta para fazer as atividades do dia-a-dia?
 Mil vezes mais disposta. Me sinto bem e animada. Tenho amigas que dizem: “Onde tira a pilha?”. Treino sempre pela manhã, fico muito disposta para trabalhar durante o dia.

Qual era o vício da Rosângela obesa?
 Era viciada em doces, açúcar, muito chocolate, pães brancos, refrigerante, tudo em exagero.  Comia bandejas de pão de mel assistindo tv, uma loucura e sem perceber engordava mais e mais.

É possível dividir seu cardápio e rotina de exercícios com a gente?
Tenho algumas variações no cardápio, acredito que seja totalmente necessário cada pessoa ter seu cardápio próprio de acordo com sua rotina, objetivos e treino. Meu cardápio foi elaborado pela nutricionista Adriane Rodriguez, não como todos os dias a mesma coisa, mas posso citar um exemplo:

Café da Manhã: iogurte grego zero Nestle, 2 fatias de pão sem glúten + mel
Lanche da manhã: Como treino de manhã, meu lanche é meu pós treino:1 scoop de Whey Solaris + 200ml de água e 1 mariola/bananinha zerro
Almoço: Salada mista + Frango grelhada ou assado + 2 colheres de sopa de arroz integral ou batata doce + 1 colher de feijão ou lentilha ou ervilha
Lanche da tarde 15h: Bolacha de arroz
Lanche da tarde 17h: 1 salgadinho Good Soy ou barra de proteína
As 19h: 2polenguinhoslights
As 21h: Omelete ou frango grelhado + salada mista

Treino 6x na semana, dividido assim: 
Corrida: depende do foco da semana
Segunda: Musculação
Terça-feira: Treino de corrida: 15km ou mais
Quarta-feita: Musculação
Quinta-feita: Treino de tiros
Sexta-feira: Musculação
Sábado: Treino de corrida 15km ou mais
Domingo: Day Off – quando tenho corrida no domingo, faço Day off no sábado

Hoje você parece bem mais jovem que antes, acredita que isso seja mérito apenas da reeducação alimentar ou também de seu espírito por se sentir mais confiante?
 Acredito que seja o conjunto da obra. Quando estamos bem, com a autoestima em dia, tudo flui melhor. Meus treinos me deixam feliz e “leve”, alimentação é muito importante também. Corpo e mente em equilíbrio.

Além de mexer na alimentação e ir à academia, você também é corredora. Conta um pouco como surgiu sua vontade de correr?
Sinceramente, sempre me achei uma pata choca! Nunca pensei que fosse capaz de correr, achava lindo ver a galera correndo. Quando fiz 30 anos, lancei uma meta para os 30: correr.

 O começo foi fácil?
Meu instrutor me ajudou, intercalávamos caminhada e corrida na esteira, quase morria. Aos poucos fomos aumentando a corridinha e persistindo. Depois de 1 mês fiz minha primeira corrida de rua. Foram 5km, amei, viciei e nunca mais parei!

Então é verdade que positivamente correr vicia?
Sim, hoje sou totalmente viciada, já participei de 70 circuitos de rua.

Você nunca come nenhuma “porcaria”?
Tenho uma refeição livre no final de semana, então como alguma coisa que tenho vontade, mas não exagero. Não gosto da sensação de me sentir “pesada”.  Não passo vontade de comer, deixo para a refeição livre no final de semana.

Como faz em festas? Consegue não comer nada do que servem?
Moderação é a palavra de ordem, não preciso exagerar, posso comer pequenas porções e variar, com calma, sem ansiedade.  Começar pela saladinha, curtir os amigos e familiares, eles são o foco e não a comilança.

Existem muitas mulheres como a antiga Rosângela. O que você diria para elas?
Acredito que tudo depende de nós, da nossa mudança, da nossa atitude. Não adianta ficar em casa reclamando, comendo em frente à TV e não fazer nada para mudar. Todos nós somos capazes, mas é necessário mexer o corpinho, fazer exercícios com muita disciplina e alimentação equilibrada. Não consegue sozinha? Procure ajuda profissional, fará toda diferença!


Estou diariamente na Fan Page: https://www.facebook.com/corrarobarbieri