sábado, 30 de outubro de 2010

Como transformar bons hábitos em rotina na sua vida

Segredo para promover mudanças comportamentais é não sofrer

Como muitos já me conhecem, esta da foto sou eu, quero compartilhar com vocês uma matéria que saiu no Clic RBS e no jornal Pioneiro onde dei um depoimento. Segue a matéria completa:

O roteiro que cada pessoa estabelece do início ao fim do dia é composto de hábitos adquiridos ao longo da vida. Obedecer a esse script é prático e, de certo modo, cômodo. Por isso, quando é preciso mudar determinado comportamento, nada acontece de um dia para o outro.

Especialistas dizem que modificar um hábito, como passar a se alimentar corretamente, pode levar até dois meses. A questão é que melhorar comportamentos de rotina é essencial à boa saúde.

Segundo um cálculo da Associação Brasileira de Qualidade de Vida (ABQV), 53% da saúde depende do estilo de vida, 20% do ambiente em que a pessoa vive, 12% da herança genética e apenas 10% de cuidados médicos.

A psicóloga Sâmia Aguiar Brandão Simurro, especialista em estresse e saúde mental, vice-presidente da ABQV, analisa a importância de revisar a cultura social de estilo de vida:

— A partir dos anos 1950, a sociedade aumentou muito a carga psíquica do trabalho e diminuiu a carga física. Por consequência, sedentarismo, obesidade e estresse viraram epidemias. As pessoas estão vivendo mais graças aos remédios, mas estão adoecendo cada vez mais cedo. Está mais do que na hora de reverter esse processo.

A seguir, confira dicas de Sâmia para começar a mudar e não desistir, transformando os desejos em bons hábitos.

INSPIRE-SE NELES

Ao longo dos últimos 12 meses, o Vida Saudável contou várias histórias de pessoas que, superando o sedentarismo e a gula, conseguiram conquistar uma vida saudável e feliz. Quatro delas continuam mais ativas do que nunca e contam a seguir seus segredos para não voltar aos maus hábitos.

“O segredo para mudar e não desistir é encontrar prazer em cada escolha. No meu caso, é a dança. Faço aula todos os dias, se possível. Me faz muito bem. Levo adiante a dieta de uma maneira muito tranquila. Tenho uma alimentação balanceada, mas não vivo contando calorias, porque isso me tornaria uma companhia muito chata. Esses dias, na fi la de um supermercado, fi quei observando duas moças fazendo as contas de quantas calorias consumiriam comendo duas barras de cereais e bebendo uma garrafa de refrigerante. Que chatice! Não me privo de jantares com amigos, de uma escapulida no fi nal de semana. Se exagero num dia, compenso no outro. Agora que voltei a fi car de bem comigo, também revi outros aspectos da minha vida, como trabalho e relacionamentos. Estou mais seletiva e reservo mais tempo para mim.”
Carla Regina Gallio Machado, 41 anos, médica caxiense que emagreceu 45 quilos associando cinco aulas de dança de salão e de axé por semana e reeducação alimentar

“Para mudar o estilo de vida e se manter saudável, a palavra de ordem é determinação. Sempre fui a pata choca das atividades físicas. Tinha vontade de praticar corrida, mas me faltava coragem. Comecei tarde, aos 30 anos, depois de encarar fi rme uma dieta para perda de peso. Ao descobrir o gostinho da corrida, minha vida mudou totalmente. Hoje treino com muita dedicação e meus cuidados com a alimentação aumentaram, pois esse é um item fundamental para ter bons resultados. A mudança me proporcionou um corpo bonito e defi nido. Minha autoestima aumentou. Tenho feito muitos amigos. Estou feliz cada vez mais e motivo outras pessoas a se exercitar. Cada um tem seu ritmo, mas para ter resultados basta querer e persistir.”
Rosângela Souza Barbieri, 31 anos, esteticista que vive em São Leopoldo e emagreceu 33 quilos, passando de sedentária a corredora

“O segredo para se manter em atividade o ano todo é valorizar a vida. Só conquistei benefícios ao mudar maus hábitos alimentares e deixar de ser sedentário. Me mantenho ativo com esse foco. Procuro melhorar a cada dia, me alimentando melhor, nadando melhor e fazendo caminhadas sempre que posso. Aprendi a ser paciente com os resultados, mas dou o máximo de mim a cada treino.”
Elizeu Pacheco, 53 anos, empresário caxiense que emagreceu 12 quilos desde 2004 e se livrou de dores nas costas ao começar a praticar natação. Ao começar a nadar, aproximou-se da filha, que também pratica o esporte

“Me sentir bem e ter mais disposição é o que me faz acordar cedo todos os dias para malhar. Foi aos poucos que entendi que sem atividade física não posso ter uma vida saudável. Hoje, vou à academia cinco vezes por semana pela manhã, antes de começar a trabalhar, além de nadar duas tardes por semana. A rotina de exercícios não é um peso, mas um prazer. Se falho um dia, meu corpo já sente falta. Também aprendi a incluir frutas na dieta e a beber mais água durante o dia. Com toda essa mudança, estou encarando minha segunda faculdade, de Design de Moda, com mais energia e vivo mais feliz.”
Marisol Pacheco, 25 anos, administradora e filha de Elizeu. Ela emagreceu oito quilos e aprendeu a comer bem e tornar a prática de exercícios um hábito

Queira a mudança
Cada pessoa tem um esquema pré-estabelecido de crenças e hábitos e reage de acordo com a percepção e a interpretação daquilo. Por isso, é natural pensar que não conseguirá mudar ou que não precisa mudar. Parta para a ação somente quando tiver certeza do que pensa e deseja. Se você precisa sempre de um marco para começar a dieta ou a academia (segunda-feira, semana que vem etc), pode ser que ainda não esteja pronto para mudar de verdade.

Pense em você e nos outros
Maus hábitos são prejudiciais para você e para os outros. Alguns deles: fumo, uso de drogas, excesso de comida, abuso do álcool e direção perigosa. Descubra o que o leva a esse comportamento (medo, depressão, ansiedade, estresse ou outra razão) e trace um plano para se livrar dele. Convide outras pessoas a se juntar à sua causa. Se você largar o cigarro, mas, na sua casa, outras pessoas forem fumantes, continuará exposto ao fumo passivo, por exemplo.

Trace um plano
Tenha claros seus objetivos e trace um plano de ação. Pessoas que se planejam têm 50% mais chances de chegar aonde querem. Pense sobre estratégias para começar a atingir esse plano. Por exemplo: agendar consulta com nutricionista, matricular-se em um curso de idiomas ou fazer uma aula-teste de ginástica.

Seja realista
Estabeleça metas realistas e atingíveis. Propostas radicais tendem a resultar em fracasso e frustração. Você não engordou de uma hora para outra, portanto, não emagrecerá 10 quilos em uma semana. Se tiver que acordar às 5h todos os dias para caminhar é provável que não consiga manter o hábito. Em situações normais, metade das pessoas abandona uma nova rotina de exercícios até seis meses depois de começar. Alguém que deseja parar de fumar faz de três a quatro tentativas antes de conseguir.

Identifique os obstáculos
A melhor maneira de superar os obstáculos que poderá encontrar pelo caminho é conhecê-los. Antecipe-se a eles e reflita sobre falta de tempo, compromissos, problemas de deslocamento e transporte e preguiça, entre outros. Depois, pense em como enfrentá-los para alcançar seu objetivo.

Revise seus objetivos
Para que suas metas sejam realizadas, e mantidas de forma consistente, é preciso ter ótimos motivos. Em vez de estabelecer o objetivo de emagrecer 10 quilos, você pode se propor a mudar para hábitos alimentares saudáveis e se exercitar visando a ter qualidade de vida. O emagrecimento será consequência de uma proposta maior, e a probabilidade de vivenciar o efeito sanfona será menor.

Aprenda com as recaídas
Você não é super-herói. Não desanime nem desista se, na primeira tentativa, nada der certo. Na segunda tentativa de dieta, são maiores as chances de resultados positivos do que da primeira, por exemplo. Quanto mais tentativas, maiores as chances de sucesso. Acredite na superação e mantenha o equilíbrio emocional. Busque o apoio, a parceria e a cumplicidade de amigos, familiares e colegas e retome seu plano de ação.

Esforce-se
Reconheça os benefícios da mudança e saia da zona de conforto. O resultado da sua meta depende do esforço e da intensidade com que você está buscando o que deseja. Pense e haja de forma realista, centrada e equilibrada. O resultado pode ser mais rápido para uns do que para outros. Tudo vai depender da eficácia do esforço.

Não sofra
Para ter sucesso na sua trajetória, é essencial não sofrer. A mudança tem de ser prazerosa para resultar em sucesso. Se fazer dieta for um suplício, logo virá a frustração e a vontade de descarregar na comida. Você precisa sentir prazer nesse caminho para uma nova fase. Isso inclui estar aberto a ouvir conselhos. Cerca de 75% dos pacientes não colocam em prática recomendações médicas quando o assunto é mudança de hábitos.

PIONEIRO

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Vamos Emagrecer a Mente ?

Para uma reeducação alimentar ou uma dieta de sucesso, algumas vezes uma pessoa necessita muito mais do que informações e acompanhamento nutricional. Segundo a nutricionista Ana Carolina Bragança, a mudança precisa ocorrer também em âmbito psicológico. Pensamentos negativos e falta de motivação fazem com que a maioria das pessoas desistam de seguir uma alimentação saudável.


"Durante esses anos trabalhando com nutrição clínica, passei a observar que a maior dificuldade para as pessoas que conseguem emagrecer é manter para vida toda o peso conquistado. Muitos desistem da dieta e recuperam o peso perdido" — diz a nutricionista, que trabalha com transtornos alimentares.

Ana Carolina explica que o ideal é aliar a psicoterapia ao acompanhamento nutricional.

"O trabalho deve ser baseado em técnicas de terapia cognitiva, através de um programa que o paciente aprenda a pensar de uma forma diferente, para que possa modificar seu comportamento, não apenas em curto prazo, mas para o resto da vida. Pesquisas mostraram que as pessoas podem aprender a mudar seu comportamento e, o que é mais importante, manter essa mudança."

A nutricionista afirma que quando não se modifica a maneira de pensar, fica mais complicado sustentar novos hábitos alimentares. A pessoa que pretende reeducar-se precisa identificar as principais distorções que a impedem de fazer uma dieta e alcançar e manter o peso desejado.

Conheça alguns dos pensamentos que podem sabotar uma reeducação:

:: Racionalizações

"Não há mal em comer isto porque..."

:: Subestimação das consequências
"Comer isso não vai fazer diferença..."

:: Pensamentos auto-ilusórios
"Já que exagerei um pouquinho, posso comer tudo o que quiser no resto do dia..."

:: Regras arbitrárias
"Não posso desperdiçar alimentos..."

:: Leitura da mente
"Minha amiga pensará que sou mal educada se não comer o bolo que ela fez..."

:: Exagero
"Não suporto estar com fome..."

Bem estar

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

As melhores modalidades para perder peso

Corrida
- Vantagens: trata-se de um trabalho aeróbico, que utiliza a gordura como fonte de energia. Segundo o professor de Educação Física Saluf Lula Nascimento, de São Paulo, nos primeiros 20 minutos depois de iniciada a atividade a pessoa já começa a queimar calorias. Entre 30 e 40 minutos, essa queima se potencializa mais 10% e após 50 minutos, mais 20%.

- Outros benefícios: aumenta o condicionamento físico e a auto-estima. Diminui a ansiedade, o estresse, o colesterol ruim (LDL) e estimula o bom (HDL). Além disso, evita o risco de desenvolver doenças cardíacas e osteoporose.

- Cuidados e contra-indicações: realize um check-up antes, utilize tênis com bom amortecimento, corra sempre com roupas leves e nunca esqueça de se hidratar. Quem possui problemas de joelhos, coluna ou alguma outra patologia deve procurar um médico e saber quais as limitações para avisar o seu professor, que vai adequar o treino para sua condição.

- Gasto calórico: entre 500 e 700 calorias.

Ashtanga Yoga
- Vantagens: enquanto os outros tipos de ioga são estáticos, a Ashtanga é dinâmica as posturas são feitas em sequências. “O aluno sai de uma posição e já entra em outra sem parar o movimento. A aula é semelhante a uma atividade em circuito, que deixa sempre a frequência cardíaca lá em cima”, declara o professor de Educação Física Carlos Cintra, de São Paulo. De acordo com ele, se a pessoa fizer tudo direito, o gasto calórico que ela terá será semelhante ao de uma corrida na esteira a 12 km/h.

- Outros benefícios: aumenta o fluxo de sangue, oxigênio e nutrientes no corpo, além de elevar o tônus muscular.

- Cuidados e contra-indicações: quem possui dores lombares deve evitar alguns movimentos como os de hiperextensão da coluna e, principalmente, ter paciência para ir ganhando amplitude nas posturas.

- Gasto calórico: 1.000 calorias.

Bicicleta ergométrica
- Vantagens: o trabalho realizado com diferentes intensidades (ora você está numa carga pesada, ora numa velocidade maior) eleva a queima calórica e, consequentemente, a gordura é utilizada como forma de combustível para o corpo.

- Outros benefícios: você ganha resistência, força nos membros inferiores, boa definição corporal e um sono mais agradável.

- Cuidados e contra-indicações: o ideal é usar bermuda de ciclismo para proteger as partes íntimas. Nunca pedale sem carga para não lesionar joelhos, tornozelos e coluna. Olhe sempre para frente, a fim de evitar dores no pescoço. A prática só não é aconselhável para quem sofre de problemas cardíacos ou possui alguma lesão nas articulações.

- Gasto calórico: entre 600 e 800 calorias.

Natação
- Vantagens: como é uma atividade cíclica (que se repete da mesma maneira), o indivíduo mantém o ritmo cardíaco adequado e o gasto energético é constante.

- Outros benefícios: diminui a tensão muscular. Com isso, você ganha alongamento, maior capacidade respiratória e trabalha, especialmente, os músculos das costas, dos ombros e dos tríceps.

- Cuidados e contra-indicações: não é recomendado para pessoas com desvios posturais, que tenham, por exemplo, escoliose, porque o problema pode se agravar.

- Gasto calórico: entre 700 e 800 calorias.

Boxe
- Vantagens: ele alia o trabalho aeróbico ao anaeróbico. E isso requer da pessoa um bom condicionamento físico. As variações de intensidade durante a aula aumentam o metabolismo e a queima de gordura.

- Outros benefícios: eleva a resistência, aprimora a coordenação, alivia o estresse e melhora o tônus muscular, principalmente, dos bíceps, dos tríceps, das panturrilhas, do trapézio e das costas.

- Cuidados e contra-indicações: utilize protetores para boca, cabeça e mãos. Com as devidas precauções, as contra-indicações são mínimas.

- Gasto calórico: entre 400 e 1.000 calorias.

Musculação
- Vantagens: ela aumenta o metabolismo basal e também o gasto calórico. O programa de resistência de força – realizado com cargas leves e muitas repetições – diminui o percentual de gordura no tecido adiposo e deixa o organismo em constante queima.

- Outros benefícios: ajuda no contorno corporal e na prevenção de doenças como diabetes, hipertensão arterial e osteoporose.


- Cuidados e contra-indicações: controle as cargas, a amplitude e a velocidade de execução dos movimentos para não se machucar. Pessoas com lesões articulares devem evitar o trabalho com altas cargas.

- Gasto calórico: 500 a 600 calorias.

Caminhada
- Vantagens: para que haja eliminação de gordura, o ideal é que a pessoa caminhe mais de 15 minutos, numa frequência cardíaca que fique em torno de 55% a 70% da máxima, que é obtida subtraindo a sua idade de 220.

- Outros benefícios: mobiliza praticamente todos os músculos do corpo, mas não produz a mesma hipertrofia da musculação. Ela ainda melhora a disposição, a auto-estima, a mobilidade das articulações e alivia o estresse.

- Cuidados e contra-indicações: caminhe em terrenos regulares sem buracos e, de preferência, pela manhã, pois o sol está mais brando. Não há contra-indicações.

- Gasto calórico: de 300 a 400 calorias.

Capoeira
- Vantagens: como a luta exige muito dos membros inferiores e superiores ao mesmo tempo e o corpo fica em movimento constante, o gasto calórico é maior.

- Outros benefícios: a pessoa ganha flexibilidade, gingado e ainda fortalece os grandes grupos musculares.

- Cuidados e contra-indicações: o professor de Educação Física Carlos Augusto da Silva lembra que a pessoa tem que ter em mente que é preciso conhecer um pouco a dança para treinar. Quem tem problemas nas articulações e desvio postural deve evitar essa atividade.

- Gasto calórico: em torno de 800 calorias.

Hidroginástica

- Vantagens: é uma atividade sem impacto, da qual não existe ação da gravidade, o que leva o praticante a gastar muitas calorias sem perceber o esforço ou prejudicar as articulações.

- Outros benefícios: promove hipertrofia (aumento do tamanho dos músculos) e desenvolve a condição cardiorrespiratória.

- Cuidados e contra-indicações: indica-se o uso de sapatilhas emborrachadas, para evitar o desequilíbrio, além de touca, óculos e traje de banho. Pessoas com problemas de pressão arterial podem se sentir mal, se água estiver muito quente.

- Gasto calórico: 500 calorias.

Saúde Plena

Estou aqui também: Twitter @rosbarbieri

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Repertório musical afeta diretamente a atividade física

Trilha sonora da malhação ajuda a dar mais gás e passar o tempo

Prepare a sua playlist! Estudos comprovam que ouvir música durante a atividade física dá um gás extra à malhação: estimula, motiva, energiza, empolga. A canção dá ritmo ao movimento e distrai a sensação de dor e cansaço. Isto, claro, se for do seu agrado. Senão, o efeito pode ser o inverso: além de causar irritação, ouvir uma música “ruim” pode fazer com que sua atenção se volte para a dor e o cansaço, já que naquele momento a melodia está sendo um estímulo desagradável.

Eduardo Padilha, dono da Academia Itaguaçu Fitness, compara o espaço a um clube.

— Hoje em dia os alunos não vem somente para malhar. A academia se tornou um espaço para conhecer pessoas, namorar, conversar. Então, a música serve também para embalar esses encontros.

Na academia de Eduardo, o som ambiente parece agradar a maioria. Mas não a todos. Marcela Alves Machado, de 26 anos, malha ali há três anos e sempre carrega consigo um radinho. Marcela gosta de ouvir música pop. Durante o tempo que passa malhando, são as rádios Atlântida e Jovem Pan que a motivam.

— Me sinto melhor escutando as músicas que eu gosto. Me dá mais ritmo.

Carlos Rodrigues, de 20 anos, segue outro ritmo: gosta de treinar ouvindo hip hop. Ele, que é coreógrafo de dança de rua, malha todos os dias e diz sentir-se mais animado com o seu fone de ouvido.

— Sinto menos o tempo passar — garante.

Pedalar em uma bicicleta ergométrica, por exemplo, é tedioso. Você pedala, pedala, e não sai do lugar, não muda o campo de visão. Conta cada minuto. E é na repetição mecânica que a dor e o cansaço ficam mais nítidos.

Cada um na sua

Dos elementos da música, o ritmo é o que mais afeta diretamente a atividade física. Então, o repertório escolhido para uma aula de pilates, por exemplo, não será o mesmo de uma aula de bike. Edcel da Rosa, um dos sócios da equipe de pilates Ivana Henn, explica que cada professor tem uma filosofia diferente.

– No pilates, você precisa de uma música mais lenta, suave, para encaixar o movimento com o ritmo. Se a música for um pouco mais acelerada você acaba acelerando também o movimento e perdendo a estabilização, que é uma das essências do exercício.

Já na aula de bike o ritmo precisa ser rápido e pesado. O aluno treina como se estivesse subindo morros e correndo, portanto, é necessário um estímulo maior. A mesma coisa na aula de boxe.

O poder do som

- Estudos comprovam a influência da música na energia muscular, base para a atividade física.

- Pesquisas utilizando o Ergógrafo de Mosso (que mede o rendimento muscular) mostram que melodias rápidas e em tom maior determinam aumento da força dos músculos e, em tonalidade menor e andamento lento, diminuição dessa força, chegando a cessar a atividade muscular.

- Daniel Castro trabalhou o tema em Influência da Música na Corrida, trabalho de conclusão do curso de Educação Física. Ele concluiu que o número de passos que a pessoa dá ouvindo uma música rápida é maior que ouvindo uma música lenta ou sem música.

- Em muitas competições profissionais de corrida, bicicleta e triatlo os atletas são proibidos de ouvir música durante a prova, para não influenciar no seu ritmo de trabalho.

Experimente!

Se você faz parte do time dos que não gostam de malhar, acha um sofrimento ir até a academia, faça o teste: selecione as músicas que você mais gosta e saia para dar uma caminhada. Só tome cuidado para não extrapolar os seus limites, deixando-se levar totalmente pela música. Ouça o seu corpo sempre, evitando assim possíveis lesões. A música deve ser um estimulante, uma ajuda para deixar a preguiça de lado, dando mais prazer no exercício e fazendo com que você melhore seu desempenho a cada dia.

DIÁRIO CATARINENSE

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Fique longe do efeito sanfona

Atitudes para ficar longe do efeito sanfona:

Alimente-se bem no café da manhã
O organismo continua gastando energia para realizar as funções vitais mesmo enquanto dormimos. Portanto, nada de começar o dia só com um cafezinho…É preciso reabastecer os estoques de glicose e assim iniciar o dia bem disposta, cheia de energia e bom humor.

Ative seu metabolismo
Ao invés de 3, prefira 5 refeições diárias:café da manhã, lanche, almoço, lanche e jantar. Assim, você acaba comendo menos nas refeições principais e evita os picos de fome — o que nos faz ganhar gordurinhas a mais… Comendo em intervalos médios de 3 horas, o metabolismo fica ativado para a queima de calorias.

Purifique o corpo
Beba água, de preferência um copo a cada 1 hora (em torno de 2 litros por dia). A água é responsável pelo transporte de nutrientes e pela eliminação de toxinas pelos rins e intestinos, prevenindo cálculos renais e ajudando no bom funcionamento intestinal.

Ingira chás de folhas verdes

Além de hidratar, estudos científicos mostram que são ótimos “varredores” de radicais livres.

Coma pães, arroz e massas, sim!
A glicose, um carboidrato, é a principal fonte de energia para o corpo desempenhar suas funções vitais. Eliminar a ingestão de carboidratos (pães, arroz e massas) significa comprometer a ingestão do principal combustível. Carboidrato só transforma-se em reserva de gordura corporal se não houver gasto energético. De preferência, prefira os integrais.

Vitaminas, minerais
Inclua frutas, legumes, verduras e leguminosas na sua alimentação. São alimentos menos calóricos, regulam o metabolismo de proteínas, gorduras e carboidratos, além de auxiliarem na perda das reservas de gordura corporal. Se consumidos diariamente, garantem as vitaminas, minerais, fibras, antioxidantes e fitoquímicos responsáveis pela prevenção de doenças. M
onte um prato colorido e variado de folhas verde escuras e legumes crus ou cozidos no vapor. Tempere com limão, alho, cebola, ervas aromáticas, aceto balsâmico e 1 fiozinho de azeite.

Eduque seu paladar e evite o sal

Troque o sal comum pelo sal light e utilize com moderação somente nas preparações onde haja a real necessidade.

Coma fibras

As fibras presentes nos cereais integrais (arroz selvagem, arroz integral, pães e massas integrais, granola, aveia), frutas com casca e bagaço, legumes, hortaliças e grãos são aliadas no emagrecimento. Além de garantirem o bom funcionamento do intestino, elas absorvem água e garantem a sensação de saciedade. Ainda mantêm normais os níveis de colesterol, triglicérides e glicose.

Gorduras na medida certa
Quando o objetivo é emagrecer,mesmo as gorduras saudáveis (abacate,nozes, castanhas, óleo de canola, azeite de oliva extra-virgem, margarinas) devem ser bem controladas. Fast food, salgadinhos fritos, empacotados, empanados, bolinhos, folhados e toda preparação em imersão no óleo, nem pensar.

Docinho do bem
Comer um doce no meio da tarde não vai tirar ninguém da linha. Aliás, isso até ajuda a manter o bom humor. Escolha opções à base de frutas frescas ou secas, sem chantily e sem cremes.

Controle a ansiedade
Chás de camomila, erva doce e melissa são ideais para controlar a ansiedade. O cálcio e o triptofano presentes no leite, iogurte e derivados também ajudam. Prefira as versões desnatadas.

Pratique uma atividade física.

Mas nada de malhar compulsivamente. O excesso de atividade física desgasta o organismo e aumenta a produção de radicais livres. Caminhada, bicicleta, dança ou hidroginástica são ótimas opções.

Saúde em movimento
MdeMulher

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Comer devagar emagrece!

Pesquisadores da Universidade de Wageningen, na Holanda, constataram que quem come devagar e coloca porções menores de comida na boca, mastigando por mais tempo, reduz a ingestão de calorias em até 10%.

De acordo com os estudiosos, comer vagarosamente faz com que o organismo sinta-se saciado com mais rapidez e automaticamente precise de menos comida para isso. Outro estudo, publicado revista cientifica americana American Journal of Clinical Nutrition, mostra que quando mulheres ingerem comida mais devagar e mastigam cuidadosamente, elas se sentem satisfeitas mais rápido e consomem menos calorias. Segundo os dois estudos, isso acontece porque com uma refeição mais lenta, o organismo dá os sinais naturais de saciedade – como distensão do estômago e mudanças nos hormônios associados ao apetite – alertando o organismo sobre a hora certa de parar de comer.

O cérebro leva 20 minutos para processar que está saciado. Então, se você come muito rápido, pode acabar comendo mais. Outro beneficio que você deve levar em consideração é que quanto mais trabalhar a mastigação, menos trabalho o estômago terá, e assim você melhora sua digestão e reduz os riscos de problemas digestivos. Os especialistas recomendam que uma refeição dure pelo menos 30 minutos.

Curiosidade: Seguindo o conceito da Ecogastronomia – que conjuga o prazer e a alimentação com consciência e responsabilidade – o Slow Food é um movimento que surgiu na Itália, em 1986, e tem seu foco principal em obter os benefícios de saborear com calma o alimento, fazendo oposição ao movimento Fast Food que praticamente domina o mundo atual. A linha de pensamento do movimento é melhorar a qualidade da alimentação e ter tempo para saborear seu alimento, tornando o cotidiano mais prazeroso. Você pode saber mais em www.slowfoodbrasil.com.

Cozinha Vapza
anapmaia.com

sábado, 23 de outubro de 2010

Sorteio: Cisbra Nutri - Mistura de Cereais

Mistura de Cereais conhecida popularmente como "ração humana", contém uma combinação perfeita de vitaminas, mineirais, carboidratos, proteínas, fibras alimentares, e até ômega 3, 6 e 9. A mistura Cisbra Nutri leva qualidade da melhor linha de produtos integrais do mercado, a Linha Live.

BENEFÍCIOS:
Auxilia no emagrecimento, no aumento da resistência orgânica, regularização do funcionamento dos intestinos, pois é muito rica em fibras; desintoxica o organismo, controla colesterol e triglicerídeos, é tratamento auxiliar da menopausa, entre outros. Devido ao seu conteúdo em vitaminas e minerais, carboidratos, proteínas, gorduras e fibras alimentares, funciona como um alimento completo, que ao ser ingerido com um líquido, alimenta e sacia a fome por várias horas com baixo conteúdo de calorias.
Contém as Vitaminas A, B1, B2, B3, B5, B6,B9, C, E, K, os minerais Cálcio, ferro, fósforo, magnésio, zinco, cobre, selênio, manganês e potássio, o que torna especial este produto. Contém também os ômegas-3, 6 e 9, que por serem gorduras poliinsaturadas são benéficas à saúde.
Para auxiliar no emagrecimento, substitua uma refeição por Ração Humana misturada com um copo grande de líquido.

Eu uso e recomendo!!

Regras do Sorteio

1-Ser Seguidor(a) do blog;

2-Morar no Brasil;

3-Dizer que quer participar do sorteio neste post, deixar Nome, endereço do Blog, Cidade e e-mail;

4-Quem divulgar em seu Blog( favor avisar) terá direito a participar duas vezes.

> Sorteio dia 08/11/10.

Participem!!Boa Sorte!!!

Estou aqui também: twitter @rosbarbieri

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Caminhada : potencialize o resultado desse exercício

Confira algumas estratégias de alimentação que fazem a caminhada queimar mais calorias

Para tornar definitiva a barriga sequinha que você conquista com a caminhada lenta, combine exercício e dieta. Aposte nestas dicas que vão ajudá-la a queimar mais calorias.

Não caminhe em jejum

Seu corpo entende que é necessário economizar energia e dificulta a perda de peso, além de provocar flacidez.

Aumente a carga energética

Duas horas antes da caminhada coma uma fatia de pão integral para ter pique. Beba água durante o treino e, ao terminar, após 45 minutos, consuma uma fruta.

Para tornar definitiva a barriga sequinha que você conquista com a caminhada, combine exercício e dieta. Aposte nestas dicas que vão ajudá-la a queimar mais calorias.

Coloque a boa gordura no prato

Aposte em abacate (1 col. sopa), azeite de oliva (1 col. sobrem.), nozes (2 unid.) e castanhas (3 unid.). "Ajudam a eliminar gorduras, aumentam o metabolismo e trazem saciedade, mas por serem calóricos devem ser consumidos com moderação", explica a nutróloga Regina Mestre (RJ).

Inicie a refeição pela salada

Tudo para comer menos no prato principal. Para não enjoar, varie acrescentando às folhas beterraba, tomate, cenoura, aipo, palmito, pepino, que trazem saciedade.

Máxima

Amanhã tem post de sorteio!!!

Meu twitter @rosbarbieri

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Alimentos para combater cansaço, depressão e ansiedade

Para combater o nervosismo, a ansiedade e o cansaço, coloque na sua dieta alimentos que estimulam o bom funcionamento do sistema nervoso, acabam com a irritação e espantam a sensação de tristeza. Confira a lista.

1) Alface: Ótima para amenizar a irritação. O talo tem lactucina, substância que funciona como calmante. Além disso, é rica em folato. A falta desse elemento no organismo causa depressão, confusão mental e cansaço.

2) Banana: Pode acreditar: essa fruta tão comum em terras brasileiras diminui a ansiedade e ajuda a garantir um sono tranquilo. Ela tem esses poderes por ser rica em carboidratos, potássio, magnésio e biotina. A banana também dá o maior pique porque possui vitamina B6.

3) Carne: Esse alimento possui niacina, uma vitamina do complexo B que, quando está em falta no organismo, causa depressão. Também é rica em ferro e cobre, que combatem a anemia e transportam o ferro. O zinco, presente em sua composição, é antioxidante: combate os radicais livres e retarda o envelhecimento. Além disso, seus aminoácidos fazem o cérebro funcionar melhor.

4) Espinafre: A verdura contém potássio e ácido fólico, que previnem a depressão. Além disso, espinafre tem magnésio, folato e vitaminas A, C e do complexo B, que ajudam a estabilizar a pressão e garantem o bom funcionamento do sistema nervoso.

5) Jabuticaba: Essa frutinha contém ferro (que combate a anemia) e vitamina C (que aumenta as defesas do organismo). Suas vitaminas do complexo B agem como antidepressivos. Além disso, a jabuticaba é rica em carboidratos, que fornecem energia e, por isso, reanimam.

6) Laranja: Rica em vitamina C, cálcio e vitaminas do complexo B, a laranja ajuda o sistema nervoso a trabalhar adequadamente. O cálcio presente em sua composição é relaxante muscular e combate o stress. E essa fruta ainda é energética, hidratante e previne a fadiga.

7) Leite: A falta de vitamina do complexo B pode acabar com seu bom humor. Além de estarem presentes no leite, essas substâncias também são encontradas nas ervilhas, sementes de girassol, batata e peixe. Leite também tem cálcio (que ajuda a relaxar os músculos) e proteínas (que estimulam o sistema nervoso).

8) Uva: Essa fruta tem uma boa dose de vitaminas do complexo B, que ajudam no funcionamento do sistema nervoso. A vitamina C e os flavonoides da uva são antioxidantes, que retardam o envelhecimento da pele e ajudam a combater o colesterol. Além disso, é energética.

9) Maracujá: Ao contrário do que diz a crença popular, a fruta não é calmante, mas sim suas folhas. As folhas contêm alcaloides e flavonoides, substâncias que atuam como analgésicos e relaxantes musculares.

10) Castanha-do-pará: melhora sintomas de depressão, auxiliando na redução do estresse. Também é rica em selênio, um poderoso agente antioxidante. Uma unidade ao dia já fornece a quantia diária recomendada de 350 mg.

11) Peixes e frutos do mar: diminuem o cansaço e a ansiedade, pois contêm zinco e selênio, que agem diretamente no cérebro. Cereais integrais e chocolate (com moderação) também são ótimas fontes de zinco. O selênio também pode ser encontrado no atum enlatado e na carne de peru.

Saúde Plena

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Dicas para se adaptar ao horário de verão



Atitudes simples, como atividades físicas em horários com menos sol, alimentação balanceada e uma boa qualidade de sono podem ajudar o organismo a se adaptar com o horário de verão, uma vez que o mesmo demora a se adaptar à nova rotina.

Faça refeições leves, ricas em frutas, verduras e legumes, que facilitam a digestão.

Procure se deitar mais cedo, mesmo que encontre dificuldades para pegar no sono, o ambiente calmo o ajudará a dormir melhor.

Prefira atividades relaxantes como alongamento e yoga.

Evite o consumo de café, cigarro e bebidas alcoólicas no período noturno.

Nas primeiras semanas procure fazer refeições sempre no mesmo horário, isso minimiza a fome fora de hora.

Não faça uso de medicamentos para dormir sem prescrição médica.

Vida Natural

Quero compartilhar com vocês, estou no site Gordas em Recuperação, se ainda não conhece dê uma passadinha lá e motive-se com ótimas informações.
Abraços,
Rosângela
Twitter: @rosbarbieri

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Óleo de coco: aliado no emagrecimento

Para quem está querendo emagrecer de forma natural e saudável, nada melhor do que alterar seus hábitos alimentares e começar a praticar atividades físicas. Porém, como auxiliar na perda de peso, é sempre bom incluir algum alimento que realmente faça a diferença e ajude a pessoa na perda de peso. Hoje vamos falar de um desses alimentos, o óleo de coco virgem.
O óleo de coco é extraído da “carne” fresca do coco que é prensada a frio. Daí obtém-se um dos alimentos mais interessantes como auxiliar de emagracimento. Ele possui ácidos gráxos e é rico em vitamina E.

O que ele faz?

Estudos demonstraram que o consumo regular do óleo de coco virgem ajuda a baixar a pressão, para quem sofre de hipertensão, ajuda a quem sofre de problemas circulatórios, ajuda na cura da depressão e oscilações de humor, prisão de ventre, reduz as dores da artrite e artrose, normaliza o colesterol, combate o refluxo gastro-esofáfico e a azia.
Mas, além disso tudo, ele ajuda a emagrecer e a perder gordura abdominal! Não é milagre, na verdade ele é um leve termogênico, que faz com que o metabolismo aumente e com isso o organismo queime mais rápido as gorduras. Além disso, ele faz com que a pessoa sinta menos vontade de comer doces e alimentos com gorduras, fazendo assim a pessoa “perder barriga”.

O consumo

O óleo pode ser consumido de diversas formas: misturado a sucos, shakes e vitaminas, como tempero na salada, substituindo qualquer outro óleo na culinária, ou tomado puro. Se essa for a sua escolha, o recomendado é ingerir duas colheres de sopa do óleo puro por dia, uma pela manhã e outra no final da tarde.
Há casos de pessoas que tomaram o óleo de coco virgem e perderam até 4,5Kg em um mês apenas acrescentando o óleo na sua alimentação.

Os tipos de óleos

Existem dois tipos de óleos de coco, o virgem e o refinado. O virgem é extraído através de prensa a frio da carne do coco, já o refinado é extraído através da copra do coco, que é a carne do coco seca. Como essa “carne” é imprópria para o consumo, é preciso refiná-la com químicos para que fique comestível. Assim, além dos produtos químicos utilizados para o refino, ele também é hidrogenado, o que faz com que tenha as tão temidas gorduras trans.
Por esse motivo é recomendado o consumo do óleo de coco virgem, de preferência orgânico, que terá 100% de garantia de que não possui nenhum químico ou agrotóxico prejudicial à sua saúde.

Onde encontrar?

O óleo do coco pode ser encontrado em sua casa de produtos naturais de confiança. Certifique-se de que ele é virgem e se puder, também orgânico.
Acredito que nenhum alimento faz milagre para quem quer emagrecer, como disse no início, a melhor forma para perder peso é aliar uma alimentação saudável com a prática de exercícios físicos, mas, aproveitar esse tipo de alimento que tem mais benefícios do que os comuns, principalmente pelo fato de ajudar a prevenir e curar diversos males, para conseguir perder peso mais rápido e de quebra ter uma vida mais saudável e longe de doenças é também muito importante.
Alimentação-Saudável

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Alongamento ajuda na flexibilidade e a Evitar lesões

Confira o passo a passo de um alongamento que vai ajudá-la a ser mais flexível e a evitar lesões depois de praticar exercícios.

Alongar o corpo é importante antes e depois de praticar exercícios, para não provocar distensões ou dores, assim como durante o dia, para garantir flexibilidade.

A professora Marta Magane, da Bio Ritmo (SP), indica movimentos que devem ser feitos em três séries de 30 segundos cada um. Vamos lá?

Destaque da Matéria

1. Sentada na beirada da cadeira, coluna reta, pés apoiados no chão, mãos sobre as coxas. Leve a cabeça para o lado direito, puxando-a com a mão direita, de modo que você sinta o músculo do pescoço alongar. Faça o mesmo movimento para o outro lado.

Bom para: músculos laterais do pescoço e ombros.

2. Sentada, coluna reta, pés apoiados no chão. Cruze a perna esquerda sobre a direita, apoiando o tornozelo esquerdo no joelho direito. Desça o tronco em direção às pernas. Faça o mesmo com o outro lado.

Bom para: lombar e parte lateral do quadril (alivia a dor ciática).

Destaque da Matéria

3. Deitada, pernas flexionadas, pés paralelos e afastados sem ultrapassar a linha da cintura. Passe uma toalha pela sola do pé esquerdo e estique a perna. Repita com o outro lado.

Bom para: parte posterior da perna.

Destaque da Matéria

4. Deitada, costas e quadril apoiados no chão, pernas flexionadas. Abrace as pernas por baixo dos joelhos e puxe-as, o máximo que conseguir, em direção ao tronco, sem tirar as costas do chão.

Bom para: região lombar.

MdeMulher

sábado, 16 de outubro de 2010

Açúcar envelhece

A glicose acaba com a sua pele, sabia? Evite que isto aconteça!

Além de nos fazer brigar com a balança, os médicos agora descobriram que o açúcar tem mais um motivo para se tornar o grande vilão da alimentação. Segundo o estudo Nutrição e Envelhecimento da Pele: Açúcar e Glicação, apresentado durante o 65º Congresso da Sociedade Brasileira de Dematologia (em agosto de 2010, no Rio de Janeiro), quando ocorre um encontro entre açúcar e proteína em nosso organismo, submetidos à temperatura natural do corpo, ocorre um processo de glicação, que deixa as células elásticas e flexíveis. Com células assim, a pele fica flácida e aí você já conhece o final desta história: as rugas aparecem! Um tormento!

O açúcar que a pesquisa trata não é aquele refinado, prontinho no mercado, que compramos para fazer doces. São todos os açúcares que se formam na quebra das moléculas em nosso organismo, que podem vir tanto do açúcar refinado ou de outros vários grupos alimentares, como os carboidratos. Mas nem tudo está perdido, afinal, toda mulher adora um doce (ainda mais em período de TPM!). A dermatologista da AmaDerm Medicina Avançada tem a dica: “Acrescente canela, orégano e alho no cardápio, pois eles inibem o processo de glicação gerado pelo açúcar.” Anotou a dica?

Revista Shape

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Lasanha de legumes com linhaça

E vem chegando o final de semana, e com ele a preocupação do que comer sem exagerar para não se arrepender e sentir o efeitos na balança. Segue uma receita maravilhosa de Lasanha, uma sugestão bem mais leve e saudável do que a versão tradicional.

Ingredientes

- 1 Berinjela grande
- 2 Abobrinhas médias
- 1 Pimentão Vermelho médio
- Azeite de Oliva a gosto
- 1 colher de Sopa de Salsa e/ou Coentro picados
- 4 colheres (sopa) cheias de Queijo Ricota
- 1 colher (chá) de Semente de Linhaça
- Sal e Pimenta moída a gosto
- Noz-moscada a gosto

Modo de Preparo

- Corte a berinjela e a abobrinha em rodelas médias.
- Corte o pimentão limpo, sem sementes, em tiras.
- Coloque os legumes em uma panela pré-aquecida.
- Faça por etapas: coloque cada um individualmente e deixe-os tostar. Adicione um fio de azeite e sal a gosto e reserve.
- Bata no liquidificador fios de azeite, a salsa (ou o coentro), o queijo, a linhaça, a noz-moscada, o sal e a pimenta.
- Em um refratário único, ou em quatro menores, despeje um pouco de molho de tomate tradicional.
- Por cima, coloque uma camada de berinjela e uma de abobrinha.
- Em seguida, acrescente a pasta de queijo e depois mais uma camada de berinjela, uma de abobrinha e uma de pimentão.
- Asse no forno a 180 ºC entre 11 e 15 minutos.

Dicas

O queijo ricota pode ser substituído por cottage, quark ou tofu.
O sal e a pimenta devem ser moídas na hora a gosto.
A porção se refere a 1 pedaço médio (190g)
Em uma porção tem 192kcal; 1,54g de proteínas; 6,19g de carboidratos; 17,9g de lipídios e 2,96g de fibras.
A presença da linhaça fornece funções benéficas ao produto, ela contém vitaminas B1, B2, C, E e caroteno; e minerais como ferro, zinco, potássio, magnésio, fósforo e cálcio. É fonte de gorduras polinsaturadas como ômegas 3 e 6; e além disso é a maior fonte alimentar de lignanas, o qual possui propriedades anticancerígenas.

Saúde Plena

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

COLESTEROL: ALIMENTOS QUE COMBATEM A DOENÇA

Uma lista fácil e gostosa que vai te ajudar a prevenir e combater este mal.

Só de escutar a palavra “colesterol”, muitas pessoas já sentem até um arrepio. O que muitos não sabem é que esta substância é fundamental para o organismo e faz parte da estrutura celular, da síntese hormonal e do revestimento dos neurônios. Porém, existem dois tipos de colesterol: o bom e o ruim.

O HDL, que faz bem à saúde, circula facilmente pela corrente sanguínea eliminando o excesso de gordura dos tecidos. O LDL ou colesterol ruim já faz a operação inversa, ou seja, leva a gordura produzida no fígado para os tecidos. Em grande quantidade, este colesterol fica acumulado na parede das artérias e causa complicações que comprometem o fluxo do sangue.

Uma boa saída para este problema é apostar em uma alimentação saudável e na prática de exercícios físicos. Veja o que você precisa incluir no cardápio:

Oleaginosas

São alimentos ricos em gorduras monoinsaturadas, capazes de promover uma faxina nas artérias e prevenir doenças como o infarto e o derrame.

- Castanhas, nozes e amêndoas.

Aveia

Rica em fibras solúveis, mais especificamente em betaglucanas, atua na retenção do colesterol pelo intestino, impedindo-o de ir para a corrente sanguínea.

- Consuma-a crua sobre saladas, vitaminas e iogurtes.

Linhaça

Por conter grande quantidade de ômega 3, auxilia no combate ao colesterol ruim (LDL) e no aumento do colesterol bom (HDL).

- Misture-a nos sucos e tome no café da manhã.

Azeite

Este é um dos alimentos que fazem parte daquele grupo conhecido como “funcional”. Assim como as oleaginosas, é rico em gorduras monoinsaturadas. Além disso, contém fitoesteróis capazes de baixar o nível de LDL no sangue.

- Use-o apenas para temperar saladas ou em receitas em que não precise ser aquecido.

Sua Dieta

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Leite emagrece!

Estudo descobre que bebida eleva níveis de vitamina D, que ajuda a perder alguns quilinhos extras

Quem não gosta de um bom copo de leite, a qualquer momento do dia, não sabe o que está perdendo. Ou melhor, não sabe o que está deixando de perder: peso! Uma pesquisa da Universidade de Ben-Gurion, em Israel, concluiu que quem bebe leite tem mais facilidade na hora de perder peso. O estudo avaliou 322 homens e mulheres com sobrepeso por dois anos: quem consumia o equivalente a 340 gramas da bebida (ou produtos derivados) todos os dias perdeu 6 quilos! Já os que beberam metade disso ou até menos, não conseguiu eliminar nem 3 quilinhos nesse tempo todo.

A nutricionista coordenadora do estudo explica que “o leite eleva os níveis de vitamina D no sangue, que auxilia na perda de peso, pois quem está com quilos a mais tem naturalmente menos níveis dessa molécula”. Se você não gosta de leite de jeito nenhum, pode recorrer aos derivados, além de peixes e ovos. E quem é fã desta bebida, deve evitar o tipo integral, que tem mais gordura que os outros. Afinal, a ideia é perder peso e não acumular, não é?

Revista Shape

Resultado do Sorteio-Kit Emagrecedor Tiaraju



E a ganhadora foi:

23-Raquel Helena
http://kellenah.blogspot.com/

Parabéns flor!

Obrigada a todas as participantes!
Vem novidades por aí...Em breve novos sorteios para as seguidoras

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Revista Boa Forma


Quero compartilhar com vocês um acontecimento muito especial e emocionante, algo que parecia tão distante agora se faz presente em minha vida. Estou na seção "Eu Consegui" da Revista Boa Forma de outubro.
É o reconhecimento e uma recompensa que todo nosso esforço vale a pena, melhor ainda é emagrecer de forma saudável e termos a consciência que reeducação alimentar e atividade física é para vida toda.

Acesse o link da revista:

Matéria completa:

Emagreci 33 kg e virei corredora”

Conquista: chegou a pesar 95 quilos e emagreceu 33 quilos em 1 ano e dois meses

Era magra antes de ficar grávida. Engordei 30 quilos em nove meses – passei de 65 para 95 quilos –, e achava que voltaria ao peso de antes durante a amamentação. Mais isso não aconteceu. Quando minha filha tinha 3 anos, eu ainda pesava 90 quilos, embora oscilasse para mais e para menos por causa das dietas radicais que eu fazia de vez em quando. Minha autoestima estava no chão. O casamento ia mal, não estava feliz no trabalho e me sentia horrível a ponto de fugir do espelho. Ao olhar fotos minhas daquela época, vejo que estou sempre atrás de alguém ou com minha filha no colo para me esconder. Não tinha vontade de me exercitar, comia errado e faltava motivação até para cuidar do cabelo. Minha sorte foi ter duas amigas – magras e lindas – que me incentivavam. Elas diziam que eu era muito nova para estar tão descuidada, que deveria me vestir melhor e começar a fazer algo por mim mesma. Levei aquilo a sério. Comecei trocando o carro pela bicicleta na hora de ir ao trabalho. Também passei a aceitar todos os convites que antes eu recusava – para sair e até para jogar futebol com as meninas! – e a maneirar no chocolate, que eu comia o dia inteiro. Entrei na academia (fazia esteira, musculação e jump) e emagreci 10 quilos em três meses. Nessa época, me separei, mudei de cidade e de emprego e dei uma guinada na minha vida, o que foi uma injeção de ânimo. Segui minha rotina de ginástica e reeducação alimentar (incluí verdura e legume na dieta, cortei fritura, doce e refrigerante) e, em 11 meses, sequei mais de 20 quilos. Há dois anos comecei a correr e os treinos mudaram minha vida, me ensinando que posso chegar aonde eu quiser. Agora, quero manter o que conquistei – hoje o meu corpo é mais bonito e definido – e ir cada vez mais longe no esporte.
Rosângela Souza Barbieri
Idade: 31 anos
Altura: 1,64 metro
Peso atual: 62 quilos
Conquista: chegou a pesar 95 quilos e emagreceu 33 quilos em 1 ano e dois meses
TUDO PELA CORRIDA
O esporte foi decisivo para o sucesso de Rosângela. “Todo o meu esforço é focado na corrida. Além de comer certo, tenho hábitos saudáveis e durmo bem. Tudo infuencia o peso e cada quilo a mais faz diferença para manter o ritmo”, diz. Ela já enfrentou quase 20 provas de rua, e a próxima meta é a São Silvestre, seu maior desafio. “A energia da turma e o gostinho de superação não deixam você desistir”, completa.

Essa é a minha história! Faça a sua, supere suas metas, deixe seus medos de lado! Você é capaz!!!
Obrigada pelo carinho de todos!

Meu twitter @rosbarbieri

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Aveia: Rica em Fibras e aliada na dieta


Quando o assunto é a dieta, os cereais são aliados de quem quer controlar o peso e cuidar da saúde. Ricos em fibras, eles melhoram o funcionamento regular do intestino, previnem contra doenças cardiovasculares e ainda fazem o metabolismo funcionar melhor. Por isso, o consumo dessa turma é mais do que recomendado. Uma alimentaçao saudável é condição obrigatória para qualquer pessoa. Se você está de dieta, essa regra fica ainda mais importante, por isso, descubra seu peso ideal e mude seu cardápio.

Um deles é a aveia. Além de ser o cereal mais rico em fibras e o mais barato do mercado (e de ser superfácil de encontrar), ele também é cheio de minerais (cálcio, ferro, zinco e cobre). O melhor de tudo é que a aveia vai muito além do mingau, podendo gerar diversas receitas; basta criatividade quando for o momento de se tornar o mestre cuca da casa. Em flocos, farelo ou farinha, dá para tirar muito proveito dela e sair ganhando com a dieta e com a saúde.

Perfeito para a dieta
Além dos benefícios que traz para o funcionamento do trânsito intestinal, a aveia é um cereal que possui digestão lenta. Assim, a fome vai demorar para dar as caras e a sensação de saciedade vai permanecer, sem que a vontade incontrolável de comer apareça entre uma refeição e outra. Segundo a nutricionista Maria Elisa Yaemiiam Jo, do Hospital São Luiz, é diferente comer um pãozinho francês, um carboidrato simples, e uma porção de aveia, um tipo de carboidrato complexo . "O pãozinho possui somente a farinha de trigo, que não é suficiente para saciar o organismo durante muito tempo, já a aveia é cheia de fibras", explica.

Benefícios para a saúde
Basta falar em fibras que a primeira coisa em que se pensa é intestino preso. E, como a aveia é o cereal mais rico em fibras, não há como fugir do assunto: ela auxilia a flora intestinal a estar regulada. No entanto, não basta consumir a aveia, acreditando que ela vai fazer milagres. Como explica Maria Elisa, a água é forte aliada para dar fim ao desconforto. "É preciso consumir muita água para a aveia ser absorvida", completa. Consumir aveia regularmente ajuda também na prevenção de doenças coronarianas, já que as fibras controlam as taxas de gordura no sangue e garante que as paredes das artérias fiquem saudáveis.

Acrescentando ao cardápio
Café da manhã: depois de uma boa noite de sono, é hora de tomar um café reforçado para garantir energia ao longo do dia. A sugestão da nutricionista é acrescentar duas colheres de sopa de aveia no leite, no iogurte ou sobre frutas, como o mamão e abacate.

Ao longo do dia
No decorrer do dia é possível acrescentar aveia às refeições sem que ela apresente grandes diferenças ao paladar. Uma boa pedida é usar a farinha de aveia no lugar da farinha de trigo nas receitas, que é mais fácil de diluir. Optar pela farinha também impede que aquelas "bolotas" de aveia em flocos sejam sentidos. "O floco de aveia absorve líquido e incha, fazendo com que pedaços apareçam", explica a nutricionista.

Minha Vida

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Dica do Dia: Suco da saciedade

Algumas pessoas tem dúvidas ou precisam de alguma opção para saciar a fome e a ansiedade pelos doces, o suco de gelatina é uma excelente opção. Depois de uma conversa com minhas amigas blogueiras pelo twitter, decidi publicar essa receita que eu faço e aprovo.
Sabe aquela fominha que bate entre as refeições? É só incorporar o suco com gelatina no cardápio se sentirá mais satisfeita até a próxima refeição.

Ingredientes
1 litro de água
1 envelope pequeno (12 g) de gelatina de uva (morango ou maracujá) sem açúcar

Modo de fazer

Aqueça metade da água e dissolva a gelatina. Acrescente o restante da água e leve para gelar. Se endurecer, retire da geladeira 5 minutos antes de consumir para ficar com a consistência de suco.
Rende: 4 copos (1 litro)
Calorias por copo: 10
Revista Boa Forma

Meu twitter @rosbarbieri

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

10 alimentos para deixá-la mais saudável, poderosa e magra!

Os super alimentos para as mulheres
Selecionamos os 10 alimentos que devem ser consumidos diariamente para deixá-la mais saudável, poderosa e magra.

Você adora comer, mas também gosta de se sentir bem com isso? Para quem acha impossível ter as duas coisas, nós provamos que dá, sim, se escolher os alimentos certos para a sua dieta. "O aumento no consumo de frutas e vegetais e a diminuição da ingestão de gorduras pode melhorar bastante a vida da mulher", promete Celso Cukier, nutrólogo do Hospital Israelita Albert Einstein (SP). Por outro lado, o consumo em excesso de alguns alimentos pode estar relacionado ao desenvolvimento de diversos males, como problemas no coração, câncer de mama e depressão. Conheça os benefícios de cada um dos dez ingredientes "mágicos" e comece a consumi-los a partir de agora!

1.
Soja contra o câncer de mama

O grão é rico em isoflavona, composto inibidor da ação de enzimas ligadas ao desenvolvimento desse tipo de câncer. Os cientistas começaram a desconfiar do benefício ao perceber os baixos índices da doença em países que consomem o grão em grande escala, como China e Japão. Várias pesquisas vêm sendo realizadas desde então. A mais recente, conduzida pela Universidade Vanderbilt, nos Estados Unidos, demonstrou que o risco de morte e reincidência do câncer de mama diminui em 30% com o consumo de soja. "Além disso, o nutriente auxilia na contenção dos sintomas da menopausa", completa Nathalia Caldeira, nutricionista da Companhia de Nutrição (SP).

Quanto você precisa: uma porção de 30 gramas (uma colher da de sopa) por dia.

2. Banana para diminuir a ansiedade

"A vitamina B6 contida na fruta participa do metabolismo de neurotransmissores que trazem sensação de bem-estar," explica Érika Yuri, nutricionista do Hospital Sírio-Libanês (SP). Além disso, banana contém triptofano, um tipo de proteína que o corpo converte em serotonina. O Food and Drug Association (FDA), órgão norte-americano responsável pela regulamentação de alimentos e remédios, recentemente autorizou a indústria produtora de banana a declarar oficialmente que a fruta reduz os riscos de problemas com pressão alta.
Quanto você precisa: uma banana por dia.


3.Fígado para a fertilidade

O ácido fólico presente na carne promove a renovação celular e ajuda desde a fecundação até o fim da gestação. Além disso, ele auxilia na formação do sistema nervoso do feto e reduz o risco de aborto nos três primeiros meses. Um estudo feito em Harvard mostrou ainda que o consumo diário do nutriente diminui em 40% o risco de ter dificuldades para produzir óvulos - a segunda causa mais frequente de infertilidade feminina. Soja, vegetais verde-escuros e levedo de cerveja também são ricos em ácido fólico.
Quanto você precisa: um bife de fígado de três a quatro vezes por semana, assim que você começar a tentar engravidar e até o terceiro mês de gestação. Se você não gosta de fígado, intensifique o consumo de brócolis ou espinafre.

4. castanha-do-pará para uma pele de pêssego

A oleaginosa contém um micronutriente chamado selênio, que possui ação antioxidante ao combater os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento. O nutriente também ajuda a proteger a pele dos danos do sol e posterga os efeitos do tempo, melhorando o aspecto e a elasticidade. Pesquisadores australianos e holandeses descobriram que altas concentrações de selênio no sangue reduzem em 60% o risco de ter dois tipos de câncer de pele: carcinoma de célula basal e de célula escamosa, os tipos mais comuns e que mais crescem em todo o mundo.
Quanto você precisa: por ser calórica, fique de olho na quantidade. Uuma ou duas unidades por dia já são suficientes.

5. Brócoli para cabelos cheios de vida
O zinco presente no legume é um micronutriente essencial para a reprodução celular, até mesmo das células capilares. "A perda de fios de cabelo em excesso pode ser por falta desse nutriente", conta Fernanda Alves, nutricionista do Hospital Samaritano (SP). Cozinhe o brócoli no vapor, pois o calor excessivo faz que ele perca suas propriedades mais importantes. Uma pesquisa feita com animais, da Universidade do Maine, nos Estados Unidos, demonstrou que os que tinham deficiência desse nutriente possuíam os pelos danificados e se tornavam grisalhos antes do tempo. com seres humanos já vêm mostrando que isso também acontece com a gente.
Quanto você precisa: uma xícara (chá) diariamente.

6. Melancia para eliminar os furinhos
Assim como o abacaxi, esta fruta tem alto poder diurético, que ajuda a mandar as toxinas para o espaço! "A celulite tem várias causas, como falta de exercícios, hormônios desregulados ou hereditariedade. Mas dá para ajudar no combate com a alimentação", jura Nathalia Caldeira. a melancia também é riquíssima em água e vitaminas, outros mocinhos no combate à celulite. Não esqueça também de diminuir o consumo de sal, que provoca retenção hídrica e piora o aspecto dos furinhos indesejados. Cafeína, álcool e nicotina também são venenos para a pele.
Quanto você precisa: coma uma fatia diariamente.

7. atum contra a flacidez

O consumo de proteínas magras estimula a produção de colágeno, que é responsável por formar as fibras que dão sustentação à pele. Nosso organismo a produz naturalmente, mas, depois dos 30 anos, o corpo sofre uma perda anual. Com a menopausa e a queda brusca dos níveis de estrogênio, a produção de colágeno cai para 35% do necessário e é aí que a flacidez vem com tudo.
Quanto você precisa: coma um filé do peixe duas vezes por semana.

8. Amora para unhas quebradiças

O silício presente na frutinha age na formação da pele, membranas, unhas e cabelos. Ggeralmente esquecido, este nutriente é necessário para o bom funcionamento de uma importante enzima, chamada prolil-hidroxilase. Este nominho estranho ajuda na formação do colágeno e na revitalização das unhas. Estudos mostram que as melhoras já são percebidas após 90 dias do aumento no consumo de silício.
Quanto você precisa: uma xícara (chá) todos os dias.

9. lentilha para acabar com a TPM

Aqueles sintomas nada agradáveis que acompanham esse período do mês estão relacionados com a baixa de cálcio e vitamina B6 no organismo. A lentilha, bem como carnes, grãos integrais e levedo de cerveja, é fonte de vitamina B6. Quem toma pílula anticoncepcional precisa ter cuidado extra. Pesquisa da Universidade de Tufts, nos Estados Unidos, descobriu que mulheres que fazem uso dela por um período longo têm maior deficiência de vitamina B6 no organismo.
Quanto você precisa: duas colheres (sopa) durante o período.

10. leite para dormir bem

Não é apenas mito. Aquele leitinho morno, antes de dormir, realmente ajuda a relaxar e a pegar no sono. O aminoácido triptofano, presente no leite, aumenta no cérebro a quantidade de serotonina, neurotransmissor importante para o relaxamento. Um estudo publicado no periódico científico American Journal of Clinical Nutrition só atestou o que nossas avós já sabiam: o leite não apenas diz ao seu cérebro para ele dormir, como também faz que você acorde no outro dia mais disposta. "Qualquer líquido morno ou quente dá a sensação de plenitude no estômago, o que ajuda a relaxar", acrescenta a nutricionista Érika Yuri.
Quanto você precisa: um copo de leite morno antes de dormir.

Revista Corpo a Corpo

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Revista Dieta Já

Quero compartilhar com vocês uma grande conquista, estou na seção "Em Movimento" da Revista Dieta Já de outubro, acesse: http://dietaja.uol.com.br/saude-fitness/188/em-movimento-aerobike-186288-1.asp

Quero agradecer a revista, o grande carinho de todas as pessoas que me acompanham pessoalmente, pelo blog e twitter, tudo isso me dá forças e motivam para continuar a seguir em frente com entusiasmo!
Como muitos já sabem, pratico corrida, musculação e faço reeducação alimentar, além de usar alguns produtos naturais como a farinha de feijão branco.
Seguem algumas dicas de trocas saudáveis na alimentação que eu faço:

Substituo açúcar por açúcar mascavo.

Refrigerante por chás e água de coco.

Carne gordurosa por carne magra, frango.

Cereal matinal açucarado por cereal integral.

Doces e sorvetes por frutas frescas ou barra de ceral com chocolate light.

Frituras por grelhados.

Manteiga com sal por manteiga sem sal.

Óleo de soja por óleo de canola ou azeite de oliva extravirgem.

Pão francês, massas e arroz branco pelo integral.

Queijo amarelo por queijo branco.

São apenas algumas dicas que fazem muita diferença!!

Jamais desista dos seus sonhos!!!

Meu twitter @rosbarbieri

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Cuidado com o Sódio!

Uma pesquisa divulgada esta semana pelo Ministério da Saúde (MS) mostra que a proporção de brasileiros com hipertensão arterial cresceu de 21,5%, em 2006, para 24,4% em 2009.

Por causa disso, uma nova campanha está sendo veiculada pelo MS e a principal mensagem é focada na necessidade de diminuir a quantidade de sal na comida e manter o peso saudável.

A campanha ainda incentiva o consumo de frutas e hortaliças e a prática frequente de exercícios.

O levantamento, que entrevistou 54 mil adultos, concluiu que, apesar de terem aumentado em todas as faixas etárias, os casos de hipertensão cresceram sobretudo entre os idosos - 63,2% das pessoas com 65 anos ou mais apresentam o problema. Em 2006, esse porcentual era de 57,8%.

Depois da gordura e do açúcar, agora o sal é considerado o novo vilão. Pesquisas científicas já comprovaram a relação direta entre o consumo de sal e a hipertensão arterial. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, um brasileiro consome em média 12 gramas de sal por dia, quando o recomendado seria limitar essa ingestão a 6 gramas. Em geral, a quantidade é alta porque, além do sal contido nos alimentos industrializados, as pessoas não dispensam o saleiro à mesa.

A hipertensão é uma inimiga silenciosa da saúde porque não tem sintomas. Por isso, as pessoas devem medir regularmente a pressão e checar se ela está dentro da média. Uma pessoa é considerada hipertensa quando a pressão arterial é igual ou superior a 14 por 9.

A doença é causada pelo aumento na contração das paredes das artérias para fazer o sangue circular pelo corpo. Esse movimento acaba sobrecarregando vários órgãos, como coração, rins e cérebro. Se a hipertensão não é tratada, algumas das complicações são: entupimento de artérias, Acidente Vascular Cerebral (AVC) e infarto.


5 SUBSTITUIÇÕES DE ALIMENTOS QUE AJUDAM A DIMINUIR O CONSUMO DE SÓDIO

Hambúrguer de soja
Se a sua paixão por fast-food é grande, mesmo que você esteja de dieta, não precisa abolir de vez o hambúrguer da sua vida . Mas, ao invés do tradicional hambúrguer bovino, consuma o hambúrguer de soja, por exemplo. Para se ter uma noção da vantagem da troca, a versão original representa 16% do valor diário total de sódio, com 395mg, enquanto o de soja possui 128mg, o que equivale a 5% da ingestão diária deste nutriente.

Macarrão integral
A massa, além de ser um dos pratos preferidos de grande parte dos brasileiros, faz parte daquela lista de alimentos que só facilitam a vida de quem cozinha. É prática e rápida de ser preparada. Mas, muitas pessoas acabam procurando ainda mais praticidade e aderem ao consumo de macarrão instantâneo. O resultado? Um consumo de 58% a mais de sódio do que é permito em um dia. Por isso, opte pela massa integral, além de conter fibras, traz outros nutrientes muito benéficos à saúde.

Temperos naturais
Com certeza, aqueles cubinhos de tempero foram uma das melhores invenções no universo da culinária. Em alguns pratos, a gente nem precisa se dar ao trabalho de picar a cebola e o alho. Porém, a quantidade de sódio contida nas fórmulas é alarmante: no caldo de carne, por exemplo, você pode encontrar 2080mg do mineral, o que equivale a 87% da recomendação diária. Por isso, aposte nos temperos naturais. São baratos e darão um sabor ainda melhor a sua comida.

Peito de frango
Tudo bem que brasileiro adora uma linguiça na grelha, mas este costume não traz nenhum benefício à saúde. O melhor que você tem a fazer é consumi-la apenas nos churrascos e aos finais de semana. Durante a semana, fique com o peito de frango. Um filé de 145g contém 76,7mg de sódio, enquanto uma linguiça contém 618mg. O primeiro representa 3% do total de sódio para todo o dia, já a linguiça alcança a marca de 25%.

Sal light
Muita gente ainda enxerga o sal como sinônimo de sódio, mas a história não é bem assim. Além do sódio, o sal contém outros nutrientes em sua formulação, como potássio e iodo. A versão light deste produto contém 50% de sódio e 50% de cloreto de potássio. O benefício da troca fica por conta, além da redução significativa de sódio, do tempo maior que o organismo leva para reter o cloreto de potássio. Isso faz com que a retenção líquida seja menor, o que contribui para o controle da pressão e no combate à celulite.

Sua Dieta
Vida Saudável